Pegando carona - Quando usar um influencer digital!

Não é de hoje que os empresários se perguntam se vale ou não pegar uma carona com os influenciadores digitais (pessoas que têm alta conexão com um tipo expressivo de público, por ter conhecimento em uma área ou por ter forte carisma com seu público seguidor). Pegar essa carona parece um bom atalho em vez de fazer um monte de movimentos diários nas mídias sociais, nos buscadores e ficar quebrando a cabeça com uma equipe comercial.


Mas a questão básica é saber em que momento, estratégia e meio de usar um influenciador digital? Para saber a resposta é preciso mais do que uma simples crença na popularidade do influenciador. O empresário deve levar em consideração que sua presença digital é essencial antes de acessar um influenciador. Algumas questões devem ser esclarecidas. Primeira pergunta: seu negócio é B2B ou B2C? Sendo B2B o uso de influenciador deve ser amparado pela qualidade técnica desse influenciador, sendo B2C há necessidade de responder a segunda pergunta. A segunda é sobre o seu ticket médio. Sendo baixo o influenciador pesa pouco e pode fazer a conversão de forma mais tranquila e ampla. Sendo alto o valor do seu ticket médio há necessidade de trabalhar com influenciador com reputação para falar e vender a sua marca. E tem uma terceira questão: você cumpre bem com seu papel em todos o ecossistema digital? Pouco adianta ter um influenciador se sua visibilidade e disponibilidade em todas as plataformas digitais está precária.


No fim de tudo, uma carona com um influenciador pode alavancar suas vendas ou ser uma grande frustração e isso nem sempre será culpa do influenciador. Tenha sempre certeza que, depois de pegar a sua carona, sua estrutura de comunicação esteja completa e direcionada para o resultado dessa influência digital.


1 view